BR-386/RS - Duplicação

 

De olho no desenvolvimento BR-386/RS é duplicada

 

Desenvolvimento. É a palavra que resume o que a duplicação do trecho entre Tabaí-Estrelada BR-386 trará para o Rio Grande do Sul.

 

Considerada uma das principais artérias viárias para o escoamento da produção agrícola gaúcha, a melhoria na rodovia era aguardada com ansiedade. Tão esperada que já existe movimento de prefeitos do interior do Estado para que o segmento entre os municípios de Lajeado e Tio Hugo também seja duplicado.

Há sete meses em obras, a duplicação da BR-386 somará ao término dos trabalhos 34 quilômetros de vias duplicadas. No traçado serão construídos ao todo dois viadutos e duas pontes. A pista passará dos atuais sete metros de largura para 14 metros. A nova plataforma da obra prevê ainda acostamento interno de um metro e acostamento externo de 2,5 metros.

Orçada em R$ 147,5 milhões, a duplicação será entregue aos usuários em 2013. São ao todo 1.080 dias de muito trabalho. Conforme o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o cronograma do empreendimento está dentro do previsto. Segundo a autarquia, foi executada 60% da terraplenagem dos 23 quilômetros que possuem licenciamento ambiental.

Além da terraplenagem, está em andamento a concretagem dos pilares e das travessas do viaduto no município de Fazenda Vilanova. Outra obra de arte especial que deve começar a aparecer nos próximos dias é a ponte sobre o arroio Concórdia, também em Vilanova, que segue em fase de preparação para poder começar. De acordo com o Dnit, ainda serão erguidos um viaduto no município de Tabaí e outra ponte sobre o arroio Estrela, na cidade de mesmo nome.


A Rodovia da Produçã

A BR-386 é conhecida no Rio Grande do Sul como a Rodovia da Produção. O título não é à toa, já que se trata de uma importante via no contexto econômico e de infraestrutura de transportes do Mercosul. Ela se liga à BR-285/RS, propiciando o acesso da Região Metropolitana de Porto Alegre para o território argentino.

A BR-386 é a opção para o escoamento da produção agrícola gaúcha. Por ela trafegam diariamente cargas de milho, soja, erva-mate, produtos da suinocultura e da avicultura, bem como a produção de pedras semipreciosas oriundas do município de Soledade, e de insumos e produtos do Polo Petroquímico de Triunfo.

Além de ser estratégica para a logística do Estado, a BR-386 atende cerca de 30% da população do Rio Grande do Sul por estar interligada a vias federais, estaduais e municipais, desafogando o trânsito na região.


Famílias indígenas serão reassentadas

O Dnit está finalizando o cadastro da população que deverá ser reassentada. A previsão é relocar 28 famílias indígenas que hoje residem em Estrela. Outras 18 da comunidade de baixa renda também serão transferidas. Segundo a autarquia, segue em estudo ainda cerca de 100 áreas a ser desapropriadas.

as mais lidas Siga-nos
as mais lidas Faça parte




Comentários desta matéria:
Ainda não há comentários, seja o primeiro a comentar!
Deixe seu comentário sobre esta matéria


  1. Dados como e-mail não será publicado no site.

 

 

A Revista Infovias é uma publicação da RIV EDITORA E PUBLICAÇÕES LTDA - 2014